Dr. Luiz Guedes » Sutura Silhouete: Uma Forma Natural de Combater as Linhas de Expressão

Matérias

Sutura Silhouete: Uma Forma Natural de Combater as Linhas de Expressão


A Evolução dos Procedimentos Estéticos

Os procedimentos estéticos, assim como os demais setores da medicina atual, vêm ganhando atualizações cada vez mais relevantes, de modo a facilitar o trabalho dos profissionais e garantir resultados cada vez mais suaves e naturais, algo fundamental para quem busca ajustar pequenos detalhes e imperfeições.

Ao longo dos anos, diversos procedimentos estéticos foram taxados como superficiais, devido aos resultados exuberantes ou até mesmo ao inchaço proveniente das primeiras semanas após a aplicação. Com os avanços tecnológicos atuais, no entanto, é possível realizar uma série de procedimentos muito semelhantes aos anteriores, sem que o mesmo seja demasiadamente invasivo ou que venha a prejudicar à saúde ao longo dos anos.

Os procedimentos modernos buscam ser cada vez mais sutis, com produtos não nocivos ao organismo em longo prazo, mas que ainda assim garantam resultados visíveis. A sutura de silhouete é um dos principais exemplos dessa nova fase da estética mundial, pois preza pela naturalidade dos resultados ao mesmo tempo em que estimula o organismo a produzir colágeno em longo prazo.

O Que é a Sutura Silhouete?

A sutura silhouete é um método criado nos Estados Unidos e autorizado pela ANVISA no final de 2013 que consiste na implantação de fios de sustentação subcutâneos com pequenos cones de ácido polilático, que uma vez em contato com o organismo, começa a se dissolver e estimular a produção natural de colágeno ao mesmo tempo em que fazem o lifting em determinada região do corpo.

O principal uso da sutura silhouete é no rosto, para reduzir as linhas de expressão e garantir que a pele volte a ter a sensação de firmeza, no entanto, é possível utilizar tal procedimento para reestruturar todas as partes do corpo, incluindo o pescoço e algumas regiões da barriga. Os fios são colocados em pares para garantir o equilíbrio entre os dois hemisférios do corpo e não oferecem nenhum tipo de risco à saúde por serem produzidos com biomateriais que, futuramente, serão absorvidos pelo próprio organismo. A colocação pode ser feita de modo gradual, assim os resultados serão ajustados de acordo com a necessidade de cada paciente.

O procedimento é ligeiramente invasivo, contando apenas com a aplicação da anestesia local e da inserção do fio através de uma agulha entre a camada superficial de gordura e a derme. A duração da sutura silhouete varia entre 30 minutos e 1 hora, mas não é necessário o repouso prolongado, uma vez que o procedimento não oferece riscos à saúde. O resultado é visto logo nos primeiros dias e a duração do procedimento pode chegar até 24 meses, variando de acordo com a produção de colágeno de cada organismo.

Efeito Regenerativo

O diferencial da sutura silhouete está, principalmente, em seu fator regenerativo, desencadeado pela liberação do ácido polilático no organismo, estimulando a produção de colágeno e garantindo que tal proteína consiga reduzir as marcas de idade ao mesmo tempo em que regenera o tecido e diminui o nível de profundidade das marcas. Enquanto muitos procedimentos tratam apenas o ‘agora’, a sutura silhouete providencia o efeito em longo prazo, garantindo que o próprio corpo consiga se reestruturar para diminuir as linhas de expressão.

A regeneração do tecido é fundamental por retardar o envelhecimento e tratar o problema, ou seja, garantir que a pele tenha uma aparência mais nova e que, aos poucos, se reconstitua como uma pele mais nova e mais saudável. Ao reestimular a produção de colágeno a sutura silhouete está fazendo com que o organismo volte a produzir uma proteína essencial para o bem-estar e para a qualidade de vida, não somente estética quanto no quesito de proteção dos ossos.

Resultado Natural e Suave

Entre os perfis indicados à realização da sutura silhouete estão casos de pele nova ou de média idade, entre os 30 e 60 anos, pois ainda conseguem reestruturar a produção de colágeno e prorrogar o lifting. Situações onde há flacidez ou acumulo de pele, queda das maças do rosto ou das pálpebras, flacidez no pescoço ou até mesmo as famigeradas marcas como o ‘bigode chinês’ podem ser facilmente corrigidas com a aplicação da sutura silhouete.

Primeiramente o procedimento irá garantir o levantamento da região, proporcionando um resultado imediato e um leve inchaço devido à colocação dos fios. Ao longo da primeira semana, o ácido será liberado e absorvido pela pele, fazendo com que a mesma produza, lentamente, quantidades de colágeno para a reparação local. Sendo assim, o resultado vai ganhando a verdadeira forma com o passar dos dias e não causa impacto por trazer leves mudanças.

Ao contrário de muitos procedimentos estéticos, os resultados da sutura silhouete foram pensados para serem suaves, sutis e, quando possível, imperceptíveis, trazendo um rejuvenescimento orgânico e natural, quebrando os estereótipos que dizem respeito à artificialidade dos procedimentos estéticos em geral.

A correção leve e a praticidade do procedimento fizeram da sutura silhouete um dos procedimentos mais desejados da atualidade, além da segurança proporcionada por se tratar de um material desenvolvido para ser absorvido pela própria pele, não deixando nenhum tipo de resíduo ou sequela após o procedimento.

Contra Indicações

Embora seja um procedimento seguro e favorável para a maior parte da população, a sutura silhouete também possui algumas restrições e contra indicações, relacionadas principalmente aos pacientes que possuem algum tipo de alergia ou sensibilidade à biomateriais, que possuam coagulopatias ou que tenham infecções na região facial com muita frequência. Nesses casos, recomenda-se a consulta à um dermatologista e a realização de exames para verificar se o procedimento pode ou não ser autorizado.

Como Obter os Melhores Resultados?

Contudo, para quem deseja obter os melhores resultados e alcançar o rosto dos sonhos, é recomendável a associação da sutura silhouete com outros procedimentos estéticos, como a aplicação do ácido hialurônico ou até mesmo do popular botox. O uso dos fios de sustentação da sutura silhouete não impede os demais procedimentos e é, inclusive, recomendado para garantir resultados mais suaves.

O segredo para resultados naturais não está no excesso de procedimentos, mas sim no equilíbrio entre procedimentos que forneçam aquilo que você realmente deseja, sem que os mesmos sejam utilizados em demasia. A harmonia é sempre a chave para a beleza e a sutura silhouete veio ao mercado como forma de provar que é possível atingir resultados suaves sem que para isso seja necessário realizar uma infinitude de procedimentos estéticos, se trata de uma nova fase da estética: natural, simples e orgânica.




Dr. Luiz Guedes

Matérias

Sutura Silhouete: Uma Forma Natural de Combater as Linhas de Expressão


A Evolução dos Procedimentos Estéticos

Os procedimentos estéticos, assim como os demais setores da medicina atual, vêm ganhando atualizações cada vez mais relevantes, de modo a facilitar o trabalho dos profissionais e garantir resultados cada vez mais suaves e naturais, algo fundamental para quem busca ajustar pequenos detalhes e imperfeições.

Ao longo dos anos, diversos procedimentos estéticos foram taxados como superficiais, devido aos resultados exuberantes ou até mesmo ao inchaço proveniente das primeiras semanas após a aplicação. Com os avanços tecnológicos atuais, no entanto, é possível realizar uma série de procedimentos muito semelhantes aos anteriores, sem que o mesmo seja demasiadamente invasivo ou que venha a prejudicar à saúde ao longo dos anos.

Os procedimentos modernos buscam ser cada vez mais sutis, com produtos não nocivos ao organismo em longo prazo, mas que ainda assim garantam resultados visíveis. A sutura de silhouete é um dos principais exemplos dessa nova fase da estética mundial, pois preza pela naturalidade dos resultados ao mesmo tempo em que estimula o organismo a produzir colágeno em longo prazo.

O Que é a Sutura Silhouete?

A sutura silhouete é um método criado nos Estados Unidos e autorizado pela ANVISA no final de 2013 que consiste na implantação de fios de sustentação subcutâneos com pequenos cones de ácido polilático, que uma vez em contato com o organismo, começa a se dissolver e estimular a produção natural de colágeno ao mesmo tempo em que fazem o lifting em determinada região do corpo.

O principal uso da sutura silhouete é no rosto, para reduzir as linhas de expressão e garantir que a pele volte a ter a sensação de firmeza, no entanto, é possível utilizar tal procedimento para reestruturar todas as partes do corpo, incluindo o pescoço e algumas regiões da barriga. Os fios são colocados em pares para garantir o equilíbrio entre os dois hemisférios do corpo e não oferecem nenhum tipo de risco à saúde por serem produzidos com biomateriais que, futuramente, serão absorvidos pelo próprio organismo. A colocação pode ser feita de modo gradual, assim os resultados serão ajustados de acordo com a necessidade de cada paciente.

O procedimento é ligeiramente invasivo, contando apenas com a aplicação da anestesia local e da inserção do fio através de uma agulha entre a camada superficial de gordura e a derme. A duração da sutura silhouete varia entre 30 minutos e 1 hora, mas não é necessário o repouso prolongado, uma vez que o procedimento não oferece riscos à saúde. O resultado é visto logo nos primeiros dias e a duração do procedimento pode chegar até 24 meses, variando de acordo com a produção de colágeno de cada organismo.

Efeito Regenerativo

O diferencial da sutura silhouete está, principalmente, em seu fator regenerativo, desencadeado pela liberação do ácido polilático no organismo, estimulando a produção de colágeno e garantindo que tal proteína consiga reduzir as marcas de idade ao mesmo tempo em que regenera o tecido e diminui o nível de profundidade das marcas. Enquanto muitos procedimentos tratam apenas o ‘agora’, a sutura silhouete providencia o efeito em longo prazo, garantindo que o próprio corpo consiga se reestruturar para diminuir as linhas de expressão.

A regeneração do tecido é fundamental por retardar o envelhecimento e tratar o problema, ou seja, garantir que a pele tenha uma aparência mais nova e que, aos poucos, se reconstitua como uma pele mais nova e mais saudável. Ao reestimular a produção de colágeno a sutura silhouete está fazendo com que o organismo volte a produzir uma proteína essencial para o bem-estar e para a qualidade de vida, não somente estética quanto no quesito de proteção dos ossos.

Resultado Natural e Suave

Entre os perfis indicados à realização da sutura silhouete estão casos de pele nova ou de média idade, entre os 30 e 60 anos, pois ainda conseguem reestruturar a produção de colágeno e prorrogar o lifting. Situações onde há flacidez ou acumulo de pele, queda das maças do rosto ou das pálpebras, flacidez no pescoço ou até mesmo as famigeradas marcas como o ‘bigode chinês’ podem ser facilmente corrigidas com a aplicação da sutura silhouete.

Primeiramente o procedimento irá garantir o levantamento da região, proporcionando um resultado imediato e um leve inchaço devido à colocação dos fios. Ao longo da primeira semana, o ácido será liberado e absorvido pela pele, fazendo com que a mesma produza, lentamente, quantidades de colágeno para a reparação local. Sendo assim, o resultado vai ganhando a verdadeira forma com o passar dos dias e não causa impacto por trazer leves mudanças.

Ao contrário de muitos procedimentos estéticos, os resultados da sutura silhouete foram pensados para serem suaves, sutis e, quando possível, imperceptíveis, trazendo um rejuvenescimento orgânico e natural, quebrando os estereótipos que dizem respeito à artificialidade dos procedimentos estéticos em geral.

A correção leve e a praticidade do procedimento fizeram da sutura silhouete um dos procedimentos mais desejados da atualidade, além da segurança proporcionada por se tratar de um material desenvolvido para ser absorvido pela própria pele, não deixando nenhum tipo de resíduo ou sequela após o procedimento.

Contra Indicações

Embora seja um procedimento seguro e favorável para a maior parte da população, a sutura silhouete também possui algumas restrições e contra indicações, relacionadas principalmente aos pacientes que possuem algum tipo de alergia ou sensibilidade à biomateriais, que possuam coagulopatias ou que tenham infecções na região facial com muita frequência. Nesses casos, recomenda-se a consulta à um dermatologista e a realização de exames para verificar se o procedimento pode ou não ser autorizado.

Como Obter os Melhores Resultados?

Contudo, para quem deseja obter os melhores resultados e alcançar o rosto dos sonhos, é recomendável a associação da sutura silhouete com outros procedimentos estéticos, como a aplicação do ácido hialurônico ou até mesmo do popular botox. O uso dos fios de sustentação da sutura silhouete não impede os demais procedimentos e é, inclusive, recomendado para garantir resultados mais suaves.

O segredo para resultados naturais não está no excesso de procedimentos, mas sim no equilíbrio entre procedimentos que forneçam aquilo que você realmente deseja, sem que os mesmos sejam utilizados em demasia. A harmonia é sempre a chave para a beleza e a sutura silhouete veio ao mercado como forma de provar que é possível atingir resultados suaves sem que para isso seja necessário realizar uma infinitude de procedimentos estéticos, se trata de uma nova fase da estética: natural, simples e orgânica.