Dr. Luiz Guedes » Bioplastia: Harmonização e Equilíbrio

Matérias

Bioplastia: Harmonização e Equilíbrio

A Praticidade dos Pequenos Procedimentos Estéticos

Os procedimentos estéticos estão cada vez mais populares nos centros de beleza atuais. Os pequenos ajustes e o apagamento de determinadas imperfeições são demasiadamente atraentes ao público consumidor, principalmente quando falamos sobre procedimentos minimamente invasivos e com resultados prolongados e naturais.

Aplicações de ácido hialurônico, polimetilmetacrilato, procedimentos de lifting e sutura silhouete ganham mais adeptos a cada dia por serem métodos rápidos e que apontam os resultados já na primeira semana. Enquanto antes era necessário passar horas numa mesa de cirurgia para corrigir determinada região, hoje em dia é possível que o paciente vá até o consultório, modele seu corpo e volte em seguida para sua casa ou trabalho, sem que haja grandes impactos no dia a dia e com apenas alguns cuidados preventivos.

Além de mais práticos, tais procedimentos tendem a ser menos invasivos e oferecer um resultado natural, equilibrando a beleza do corpo e evitando o famigerado efeito artificial deixado por alguns processos estéticos.

Entre os principais procedimentos da atualidade está localizada a bioplastia, técnica de modelagem que trabalha utilizando biomateriais para seus implantes, de modo a proporcionar um efeito leve e possibilitar uma absorção e integração orgânica do produto pelo próprio organismo.

Como Funciona a Bioplastia?

A bioplastia consiste na aplicação de um gel repleto de partículas de polimetilmetacrilato (PMMA) devidamente polidas e arredondadas que irão lentamente ser incorporadas às camadas mais profundas da pele. O gel que recobre e protege as partículas de PMMA é absorvido pelo organismo com o tempo, eliminando o inchaço na região e garantindo os resultados finais. Além disso, ao ser absorvido pelo corpo, o gel incentiva lentamente a produção de colágeno, fazendo com que a proteína comece a ser produzida de forma natural e espontânea.

Ao ser aplicado, o PMMA se mantém no mesmo local, podendo ser considerado um procedimento com efeito de longo prazo, ideal para corrigir cicatrizes e imperfeições, especialmente na região do rosto, onde os traços são mais delicados e as linhas devem sempre ser finas e suaves.

O procedimento de aplicação é realizado com agulhas, não exigindo cortes ou sedação total. O esteticista irá anestesiar a região para em seguida depositar o biomaterial nos planos anatômicos mais profundos da pele. Se trata de um procedimento simples, que pode ser feito diretamente no consultório e que possibilita o ajuste gradual para que o resultado fique como cada paciente deseja.

Usos Medicinais da Bioplastia

O processo da bioplastia é conhecido há mais de 50 anos e foi, durante muito tempo, um recurso de uso exclusivamente medicinal utilizado como forma de melhorar a espessura óssea, otimizar a lente intraocular, tratar sequelas deixadas pela paralisia infantil, preencher áreas que possuíssem algum tipo de defasagem e até mesmo no preenchimento do tecido subcutâneo facial em pacientes soropositivos.

Com o passar do tempo a técnica foi sendo aprimorada e ajustada para resultados pontuais e delicados, podendo finalmente ser utilizada no rosto e em procedimentos de ajuste estético.

Bioplastia Como Forma de Modelar o Corpo

A bioplastia é utilizada em todas as regiões do corpo atualmente, sendo escolhida para modelar principalmente áreas como os glúteos, coxas ou até mesmo retirar celulites. Para o público masculino, o uso da bioplastia tem sucesso devido à sua ação nos bíceps, tríceps e ombro, definindo e modelando o corpo para alcançar os melhores resultados.

Com relação ao rosto, a bioplastia é a forma suave de corrigir detalhes e garantir um maior volume ao rosto, levantando as maçãs do rosto, aumentando os lábios e levantando sutilmente o nariz. São meros detalhes que fazem a diferença, tanto quando comparados entre si, quanto na autoestima de quem passa por tal procedimento.

O profissional que realiza o processo de bioplastia tem um trabalho muito semelhante ao escultor, pois deve moldar e ajustar o corpo humano prezando sempre pelo equilíbrio e simetria. Por se tratar de um processo pontual, consegue proporcionar resultados mais eficientes e agir diretamente no problema em questão. Não é preciso modelar todo o rosto para melhorar seu formato, basta realizar a aplicação de pequenas quantidades de PMMA na região do queixo, por exemplo, garantindo um novo desenho e melhorando a estética do rosto.

Contraindicações

No entanto, apesar de ser um método indicado para modelar o corpo e aumentar determinadas regiões, a bioplastia não é recomendada para mulheres na região dos seios, uma vez que forma uma camada de PMMA e dificulta diretamente o autoexame e a detecção de nódulos do câncer de mama.

Ainda assim, é preciso conversar com um médico ou especialista antes de realizar o procedimento de bioplastia, para analisar se há algum tipo de rejeição do corpo e ter certeza de que não haverá efeitos colaterais após a aplicação. Ao contrário do que aparenta, um procedimento estético menor exige tanta atenção quanto as grandes cirurgias e aplicações.

Após a autorização médica é possível dar início à bioplastia e calcular as quantidades necessárias para o efeito desejado. O paciente pode acompanhar acordado o resultado durante a aplicação, observando as mudanças e opinando nos detalhes. Embora seja simples, a bioplastia deve ser feita com muito cuidado e o esteticista responsável deve estar atento para que não haja nenhum tipo de desproporção devido à aplicação em demasia.

Recuperação

A recuperação após uma bioplastia é simples e rápida, deixando apenas um leve inchaço nos primeiros dias e em seguida permitindo que o organismo se ajuste ao PMMA e vice-versa. Por se tratar de uma partícula que não se desloca, o uso do PMMA permite que o paciente tenha uma rotina normal horas após o procedimento, exigindo apenas alguns cuidados relacionados à alimentação.

Vantagens da Bioplastia em Longo Prazo

No entanto, a bioplastia se tornou um processo vantajoso para todos aqueles que buscavam efeitos duradouros ao mesmo tempo em que não desejavam grandes mudanças em seu rosto ou corpo. Ao utilizar biomateriais não absorvíveis, a bioplastia permite que o corpo integre tais substâncias sem causar nenhum tipo de repulsa ou reação alérgica.

A bioplastia é, portanto, um ajuste para longo prazo, perfeito para corrigir imperfeições que venham a incomodar o paciente e eliminar de vez os problemas estéticos por não exigir nenhum tipo de retoque ou reaplicação. Os resultados definitivos são um diferencial para a bioplastia, visto que diversos outros procedimentos estéticos possuem um efeito de até 24 meses, se tornando inviável no quesito financeiro e na praticidade.

Sendo assim, a bioplastia consegue oferecer melhores resultados por um preço muito abaixo daquele que é cobrado em grandes procedimentos estéticos, ou seja, é uma excelente vantagem para aqueles que buscam corrigir detalhes com precisão, beleza e suavidade.




Dr. Luiz Guedes

Matérias

Bioplastia: Harmonização e Equilíbrio

A Praticidade dos Pequenos Procedimentos Estéticos

Os procedimentos estéticos estão cada vez mais populares nos centros de beleza atuais. Os pequenos ajustes e o apagamento de determinadas imperfeições são demasiadamente atraentes ao público consumidor, principalmente quando falamos sobre procedimentos minimamente invasivos e com resultados prolongados e naturais.

Aplicações de ácido hialurônico, polimetilmetacrilato, procedimentos de lifting e sutura silhouete ganham mais adeptos a cada dia por serem métodos rápidos e que apontam os resultados já na primeira semana. Enquanto antes era necessário passar horas numa mesa de cirurgia para corrigir determinada região, hoje em dia é possível que o paciente vá até o consultório, modele seu corpo e volte em seguida para sua casa ou trabalho, sem que haja grandes impactos no dia a dia e com apenas alguns cuidados preventivos.

Além de mais práticos, tais procedimentos tendem a ser menos invasivos e oferecer um resultado natural, equilibrando a beleza do corpo e evitando o famigerado efeito artificial deixado por alguns processos estéticos.

Entre os principais procedimentos da atualidade está localizada a bioplastia, técnica de modelagem que trabalha utilizando biomateriais para seus implantes, de modo a proporcionar um efeito leve e possibilitar uma absorção e integração orgânica do produto pelo próprio organismo.

Como Funciona a Bioplastia?

A bioplastia consiste na aplicação de um gel repleto de partículas de polimetilmetacrilato (PMMA) devidamente polidas e arredondadas que irão lentamente ser incorporadas às camadas mais profundas da pele. O gel que recobre e protege as partículas de PMMA é absorvido pelo organismo com o tempo, eliminando o inchaço na região e garantindo os resultados finais. Além disso, ao ser absorvido pelo corpo, o gel incentiva lentamente a produção de colágeno, fazendo com que a proteína comece a ser produzida de forma natural e espontânea.

Ao ser aplicado, o PMMA se mantém no mesmo local, podendo ser considerado um procedimento com efeito de longo prazo, ideal para corrigir cicatrizes e imperfeições, especialmente na região do rosto, onde os traços são mais delicados e as linhas devem sempre ser finas e suaves.

O procedimento de aplicação é realizado com agulhas, não exigindo cortes ou sedação total. O esteticista irá anestesiar a região para em seguida depositar o biomaterial nos planos anatômicos mais profundos da pele. Se trata de um procedimento simples, que pode ser feito diretamente no consultório e que possibilita o ajuste gradual para que o resultado fique como cada paciente deseja.

Usos Medicinais da Bioplastia

O processo da bioplastia é conhecido há mais de 50 anos e foi, durante muito tempo, um recurso de uso exclusivamente medicinal utilizado como forma de melhorar a espessura óssea, otimizar a lente intraocular, tratar sequelas deixadas pela paralisia infantil, preencher áreas que possuíssem algum tipo de defasagem e até mesmo no preenchimento do tecido subcutâneo facial em pacientes soropositivos.

Com o passar do tempo a técnica foi sendo aprimorada e ajustada para resultados pontuais e delicados, podendo finalmente ser utilizada no rosto e em procedimentos de ajuste estético.

Bioplastia Como Forma de Modelar o Corpo

A bioplastia é utilizada em todas as regiões do corpo atualmente, sendo escolhida para modelar principalmente áreas como os glúteos, coxas ou até mesmo retirar celulites. Para o público masculino, o uso da bioplastia tem sucesso devido à sua ação nos bíceps, tríceps e ombro, definindo e modelando o corpo para alcançar os melhores resultados.

Com relação ao rosto, a bioplastia é a forma suave de corrigir detalhes e garantir um maior volume ao rosto, levantando as maçãs do rosto, aumentando os lábios e levantando sutilmente o nariz. São meros detalhes que fazem a diferença, tanto quando comparados entre si, quanto na autoestima de quem passa por tal procedimento.

O profissional que realiza o processo de bioplastia tem um trabalho muito semelhante ao escultor, pois deve moldar e ajustar o corpo humano prezando sempre pelo equilíbrio e simetria. Por se tratar de um processo pontual, consegue proporcionar resultados mais eficientes e agir diretamente no problema em questão. Não é preciso modelar todo o rosto para melhorar seu formato, basta realizar a aplicação de pequenas quantidades de PMMA na região do queixo, por exemplo, garantindo um novo desenho e melhorando a estética do rosto.

Contraindicações

No entanto, apesar de ser um método indicado para modelar o corpo e aumentar determinadas regiões, a bioplastia não é recomendada para mulheres na região dos seios, uma vez que forma uma camada de PMMA e dificulta diretamente o autoexame e a detecção de nódulos do câncer de mama.

Ainda assim, é preciso conversar com um médico ou especialista antes de realizar o procedimento de bioplastia, para analisar se há algum tipo de rejeição do corpo e ter certeza de que não haverá efeitos colaterais após a aplicação. Ao contrário do que aparenta, um procedimento estético menor exige tanta atenção quanto as grandes cirurgias e aplicações.

Após a autorização médica é possível dar início à bioplastia e calcular as quantidades necessárias para o efeito desejado. O paciente pode acompanhar acordado o resultado durante a aplicação, observando as mudanças e opinando nos detalhes. Embora seja simples, a bioplastia deve ser feita com muito cuidado e o esteticista responsável deve estar atento para que não haja nenhum tipo de desproporção devido à aplicação em demasia.

Recuperação

A recuperação após uma bioplastia é simples e rápida, deixando apenas um leve inchaço nos primeiros dias e em seguida permitindo que o organismo se ajuste ao PMMA e vice-versa. Por se tratar de uma partícula que não se desloca, o uso do PMMA permite que o paciente tenha uma rotina normal horas após o procedimento, exigindo apenas alguns cuidados relacionados à alimentação.

Vantagens da Bioplastia em Longo Prazo

No entanto, a bioplastia se tornou um processo vantajoso para todos aqueles que buscavam efeitos duradouros ao mesmo tempo em que não desejavam grandes mudanças em seu rosto ou corpo. Ao utilizar biomateriais não absorvíveis, a bioplastia permite que o corpo integre tais substâncias sem causar nenhum tipo de repulsa ou reação alérgica.

A bioplastia é, portanto, um ajuste para longo prazo, perfeito para corrigir imperfeições que venham a incomodar o paciente e eliminar de vez os problemas estéticos por não exigir nenhum tipo de retoque ou reaplicação. Os resultados definitivos são um diferencial para a bioplastia, visto que diversos outros procedimentos estéticos possuem um efeito de até 24 meses, se tornando inviável no quesito financeiro e na praticidade.

Sendo assim, a bioplastia consegue oferecer melhores resultados por um preço muito abaixo daquele que é cobrado em grandes procedimentos estéticos, ou seja, é uma excelente vantagem para aqueles que buscam corrigir detalhes com precisão, beleza e suavidade.